Risos

Ri, criança, a vida é curta, 
O sonho dura um instante. 
Depois… o cipreste esguio 
Mostra a cova ao viandante! 
A vida é triste – quem nega? 
– Nem vale a pena dize-lo . 
Deus a parte entre seus dedos 
Qual um fio de cabelo! 
Como o dia, a nossa vida 
Na aurora é – toda venturas, 
De tarde – doce tristeza.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *