Alvo

Miro e disparo:
o alvo
o al
o a
centro exato dos círculos
concêntricos
branco do a
a branco
ponto
branco
atraindo todo o impacto

(Fixar o voo
da luz na
forma
firmar o canto
em preciso
silêncio

– confirmá-lo no centro
do silêncio.)
Miro e disparo:
o a
o al
o alvo.
– Orides Fontela, do livro “Helianto”, em “Poesia Reunida [1969-1996]”. São Paulo: Cosac Naify; Rio de Janeiro: 7 Letras, 2006, p. 76.


Comments are closed here.